Portugal e China vão construir microssatélites

320

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, revelou que o seu país e a China vão trabalhar em conjunto com o objectivo de construir microssatélites. Umprojecto que será baptizado com o nome STARLab, decorrerá nos próximos 5 anos.

Será criado um laboratório tecnológico em 2019, direcionado para a construção destes microssatélites, onde se pretende desenvolver tecnologias e sistemas de engenharia para melhorar o conhecimento, a gestão e a exploração sustentável dos oceanos e do espaço.

Manuel Heitor revelou ainda que este projecto nasceu da cooperação assinada há cerca de um ano e meio entre a Tekever e a Academia de Ciências Chinesa. O financiamento será repartido pelos dois países. O ministro referiu também que tal investimento visa o emprego qualificado, designadamente de engenheiros.

O STARLab contará assim com a participação do Instituto de Microssatélites da Academia de Ciências Chinesa (que nos últimos 15 anos foi responsável pelo lançamento de quase 40 satélites para missões científicas) e do Instituto de Oceanografia da Academia de Ciências Chinesa. 

De acordo com um comunicado do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o “STARlab” deverá incentivar a abertura de centros científicos e tecnológicos em Portugal e na China, neste caso em Xangai.