Android Things é a aposta da Google para a “internet das coisas”

232

As grandes companhias estão agora a “atacar” um novo negócio: a internet das coisas (IoT).

Android Things

A toda poderosa Google, não poderia ficar de fora e anunciou uma variante do seu sistema operativo Android. A nova versão foi baptizada de “Android Things“.

Para que serve?

O novo sistema operativo tem o seu foco para câmeras de segurança, roteadores, e quaisquer outros dispositivos que necessitem de conexão. Imagine que a sua cama tenha um sensor de humidade para alertar quando os valores forem muito altos, pois é, a sua cama poderá utilizar o Android Things ( na prática o sensor usará, mas deu para perceber a ideia?)

As bases do Android Things

Se é desenvolvedor Android, então tem meio caminho andado para começar a utilizar o Android Things, pois vai utilizar as mesmas ferramentas que os desenvolvedores de Android já estão acostumados, como o Android Studio e o Google Play Services.

Hardware

Actualmente o sistema é compatível com Raspberry Pi 3 , Intel Edison e NXP Pico, ou seja, dispositivos com processadores básicos e pouca memória RAM.

O grande planos da Google envolve o suporte ao Weave, protocolo para conexão de dispositivos aos servidores da Google, permitindo controle por comandos de voz.

Segurança

A Google promete disponibilizar actualizações regulares de segurança, com base numa estrutura para os fabricantes.

Não há caminho de volta, com Microsoft e Google na corrida, a internet das coisas será cada vez mais popular…