[Angola] Planos de migração para TV Digital serão definidos em 2017

753

No ano de 2016, surgiram novas informações relacionadas a Televisão Digital em Angola, trazendo assim uma óptima qualidade de imagem e som, além de serviços interactivos entre o telespectador e o produtor. Segundo as informações passadas, a TV Digital vai cobrir o país todo, envolvendo uma interactividade mais facilitada entre os emissores de conteúdos e telespectadores, dando ainda a chance de serem criados mais canais.

Para esse efeito, já foi criada a empresa pública TVDA – Serviços de Transmissão e Difusão, que irá responsabilizar-se pela migração digital dos serviços de tele-difusão terrestre da Televisão em Angola. Em causa está um investimento estimado superior a USD 386 milhões. Contudo, contrariamente ao inicialmente previsto, o “apagão” analógico e a entrada do serviço de Televisão Digital Terrestre (TDT) já não acontece em 2017.

Segundo José Carvalho da Rocha (Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informações), admitiu que o início da migração para a Televisão Digital em Angola tem um novo calendário, reconhecendo que a meta de 2017, fixada por vários países da região da África austral para o arranque da Televisão Digital, não está a ser cumprida e que será alvo de uma avaliação. o mesmo garantiu ainda que “em Angola, estamos a fazer o trabalho de casa. Já temos aprovado o nosso programa de TDT, estamos agora a procurar as formas de o desenvolver e estamos a mobilizar os sectores público e privados para este investimento”.

É importante salientar que, de acordo com o plano inicial a TDT, deveria chegar a 117 municípios do país até Junho de 2017, mas com esse atraso constatado, novas datas poderão ser anunciadas em breve.