Angolano desenvolveu um gerador que funciona com gás de cozinha

2806

As dificuldades que Angola tem enfrentado em alguns sectores, tem ajudado no desenvolvimento de criação de projectos e soluções. Foi o que aconteceu com Alberto Jamba Lombungo, um jovem de 25 anos, natural de Benguela, que teve a ideia de criar de um dispositivo que permite a um gerador de energia eléctrica funcionar a gás butano.

Segundo o inventor, ideia surgiu em 2012 quando se registou um aumento no preço dos combustíveis e em função disso várias pessoas tinham dificuldades em abastecer os geradores, num país que ainda se regista um elevado défice no fornecimento de energia eléctrica.

Com uma botija de gás de doze quilos é possível alcançar uma autonomia de 13 horas seguidas, sem qualquer risco, segundo o inventor.  Visto que uma das preocupações consoante a esse dispositivo seria os problemas que poderá causar ao meio ambiente, O inventor assegura que ao contrário do que acontece com os geradores a gasolina ou a gasóleo, este possui um nível de poluição muito baixo, porque não liberta nenhum tipo de fumo ou gases poluentes como o dióxido de carbono.




Portanto é ecologicamente, limpo. “Por esta razão, enquadra-se nas consideradas energias limpas”, assegurou o inventor angolano Alberto Jamba Lombungo, que garante que o gerador é económico e seguro, porque em caso de fuga ou vazamento de gás não causa incêndio.

Quanto as solicitações do produto, actualmente tem já 88 encomendas a serem trabalhadas, “o que demonstra o grau de aceitação”. O inventor assegura que tem recebido muitas solicitações, principalmente de pessoas que vivem em áreas afastadas da cidade de Luanda, como no Quilómetro 30 e Cabo Ledo.

Abaixo um vídeo que está a ser partilhado no Facebook, mostrando o gerador e funcionamento.

O projecto já conta com o  apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, através do Centro Tecnológico Nacional. Sobre a possibilidade de industrialização do seu engenho, manifestou algumas reservas. “Depende de quem estiver disposto a investir”.

O que achou desta criação?