AngoTIC 2019: Ex-Primeiro Ministro de Cabo-Verde defende o acesso a internet

746

O ex-Primeiro Ministro de Cabo-Verde, José Maria Neves, defendeu hoje, durante o Fórum e Exposição Global de Tecnologias de Informação e da Comunicação (Angotic 2019), que Angola, e todos os países africanos, embora uns mais que outro, devem intensificar a inclusão digital.

José Maria Neves entende que, no caso de Angola e do continente africano em geral“é preciso garantir o acesso a internet em todos os lados a um custo muito baixo”. O executivo que falava durante o primeiro painel do forúm em que o tema em debate foi estrategia para transformação digital.

“É preciso internet nas escolas, nas praças, nos hospitais e em todas as instituições públicas a um custo muito baixo porque a tecnologia possibilita uma melhor prestação de serviços e uma maior transparência”.

O ex-Primeiro Ministro de Cabo-Verde citou o exemplo do seu país que garantiu o acesso à internet em todas as escolas o que possibilitou, de alguma forma, o surgimento de outros produtos e serviços assentes na tecnologia

Já com relação às estrategia para transformação digital, os principais processos de inovação disruptiva têm tido como origem empresas já estabelecidas. Essas empresas olharam para seus próprios negócios e conseguiram transformá-los a fim de tirar vantagens competitivas.

Todavia, este processo tem sido extensivo a todas as organizações, e sociedades em geral, considerando que a transformação digital não se limita ao comércio electrónico ou à transição do papel para a nuvem – especialistas questionam mesmo se o termo “digital” é adequado para tratar o fenómeno, já que muito em breve os limites entre “digital” e “físico” não farão mais sentido.