Apple explica o motivo dos novos iPhones recolherem a localização

0
527

Apple diz que o iPhone 11iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max sempre monitoram o local do usuário, mesmo que esse recurso esteja desligado, por causa do chip U1 que utiliza uma tecnologia de banda ultralarga que não é permitida em todos os países.

A geolocalização feita pelos aparelhos da gama iPhone 11 tinha sido divulgada no início da semana pelo blogue especializado em cibersegurança Krebs on Security, que no passado já descobriu falhas nos produtos de várias empresas, incluindo um caso em que o Facebook armazenava palavras-passe num ficheiro não encriptado, que podia ser lido por qualquer pessoa com acesso.

De acordo com a empresa, “o iOS usa os Serviços de Localização para ajudar a determinar se um iPhone está nessas localizações proibidas para desactivar a banda ultralarga e cumprir com as regulamentações.”

Segundo a Apple, a gestão dos locais em que a funcionalidade pode estar activa é feita inteiramente a partir do dispositivo, sem que sejam partilhados dados com a empresa. A fabricante acrescentou ainda que uma próxima versão do sistema operativo deverá permitir desligar esta geolocalização.

As questões de segurança e privacidade estão na ordem do dia. Muitas empresas ignoram esta necessidade e abusam destes dados, mas outras, como a Apple, empenham-se em manter esta como uma obrigatoriedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here