[MWC 2019] Avast revela que 2 em cada 5 casas são vulneráveis à ataques cibernéticos

578

A equipe do MenosFios está na MWC 2019 em Barcelona com o apoio da TVCABO e Kambarico.


Avast na MWC 2019

A Avast é bastante conhecida pelo seus softwares de segurança. Durante o primeiro dia do Mobile World Congress 2019, a companhia partilhou o seu Relatório “Avast Smart Home 2019“, que contém dados de mais de 16 milhões de redes domésticas inteligentes.

O relatório revela que 40,3% dos lares em todo o mundo têm mais de cinco dispositivos inteligentes conectados e 40,8% desses lares digitais em todo o mundo têm pelo menos um dispositivo conectado vulnerável. Isso ilustra quantas residências estão em risco , pois é necessário apenas um dispositivo vulnerável para comprometer a segurança de toda a rede doméstica.

“As pessoas usam a smart TV para assistir às suas séries favoritas da Netflix ou conectam o monitor do bebê à rede doméstica, mas muitas vezes não sabem como manter a segurança de seus dispositivos”, disse Ondrej Vlcek, da Avast.

É preciso apenas um dispositivo vulnerável para permitir a entrada de um hacker do mal e, uma vez na rede, eles podem acessar outros dispositivos e os dados pessoais que eles transmitem ou armazenam, incluindo vídeos ao vivo e gravações de voz. Passos simples de segurança, como configurar senhas fortes e exclusivas e autenticação de dois factores para todo o acesso a dispositivos, e garantir que patches de software e atualizações de firmware sejam aplicados quando disponíveis, melhorarão significativamente a integridade da casa digital. ”

Credenciais fracas e software desatualizado

A maioria (69,2%) dos dispositivos vulneráveis ​​em domicílios em todo o mundo (EUA: 60,9%, Espanha: 65,0%) foram considerados vulneráveis ​​devido a uso de credenciais fracas, como senhas  ou usando apenas um fator de autenticação. Outros 31,8% destes dispositivos em todo o mundo estavam vulneráveis ​​devido a não instalação das actualizações de segurança.

A Avast também verificou 11 milhões de roteadores em todo o mundo e descobriu que mais da metade (59,7%) em todo o mundo têm credenciais fracas ou vulnerabilidades de software. Softwares desatualizados costumam ser o elo mais fraco da cadeia de segurança, tornando-se num meio fácil para os cibercriminosos que buscam acessar outros dispositivos conectados.

Os dispositivos mais vulneráveis

A pesquisa descobriu que os cinco principais dispositivos vulneráveis ​​foram:

  1. Impressora, 32,9%
  2. Dispositivo de rede (Switch, Router…), 28,9%
  3. Câmara de segurança, 20,8%
  4. NAS (Network Attached Storage), 7,8%
  5. Dispositivo de streaming de mídia (Chromecasts, TiVos), 5,3%

As impressoras foram consideradas o dispositivo vulnerável em todo o mundo, apresentando-se entre as três principais listas em todos os países pesquisados ​.

Um link para o relatório completo pode ser encontrado aqui.