AWIEF e AFAWA juntam-se para aumentar o acesso financeiro às “founders” em África

0
400

O Africa Women Innovation and Entrepreneurship Forum (AWIEF) e a iniciativa Affirmative Finance Action for Women in Africa (AFAWA) do African Development Bank Group (AfDB) juntaram-se para impulsionar o aumento do acesso ao financiamento e aos mercados das startups lideradas por mulheres em toda a África Austral, Oriental e Ocidental.

O programa denominado “Soluções que catalisam o aumento do acesso ao capital para o sucesso das mulheres empresárias” tem como objectivo acelerar os esforços para combater a desigualdade de género e impulsionar a transformação económica inclusiva em todo continente africano.

Segundo o que é revelado pelos criadores, espera-se que mais de 500 “founders” sejam apoiadas pelo programa e tenham acesso a mercados e prontidão de investimento em 8 países africanos: Nigéria, Quénia, África do Sul, Zâmbia, Ruanda, Malawi, Tanzânia e Zimbabué.

Com duração de dois anos, esse programa de mentoria e aceleramento as empresárias do continente vem assim para criar um estilo rentável rentável de empresas investidas prontas a aceder ao financiamento.

MAIS: África: Google anuncia financiamento de 1 milhão de dólares para mulheres empresárias

O programa vai ser organizado em 4 partes:

Acelerador de Crescimento AWIEF (em parceria com o Nedbank) – para aumentar a prontidão do investimento e aumentar o acesso ao financiamento.

e-Commerce Capacity Development (em parceria com a UNIDO) – para adquirir conhecimentos, capacidades e competências em canais digitais para aumentar a participação e o sucesso no negócio online.

Competências Digitais (em parceria com a Amazon Web Services) – para reforçar a capacidade das startups em abraçar a inovação tecnológica.

Mentoria e Aconselhamento – potenciando a visibilidade e o acesso a modelos de modelos para as startups através de uma plataforma de orientação.

As candidaturas já estão abertas e podem inscrever-se as “founders” que tem empresas nos seguintes países: Nigéria, Quénia, África do Sul, Zâmbia, Ruanda, Malawi, Tanzânia e Zimbabué.

Os setores prioritários incluem: Tecnologia, Agricultura & Agronegócio, Indústria Criativa, eCommerce, Energias Renováveis, Fabrico, Retalho, Construção, Logística.

As candidaturas terminam no próximo dia 06 de Julho, e ondes podes fazer a tua candidatura clicando em aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui