Cinemas russos recorrem a pirataria para terem novos filmes

777

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, têm vindo a ser aplicadas sanções contra o pais nos mais variados meios, que afetam praticamente todas as indústrias locais russas. Uma delas será certamente a indústria do cinema, que se encontra sem acesso a muitos conteúdos de outros países.

No entanto, parece que os estúdios de cinema locais estão a recorrer a um método “diferente” para terem novos conteúdos para fornecer aos utilizadores – neste caso através do uso de pirataria.

De acordo com o New York Times, os cinemas russos estão a manter as suas atividades e a distribuir novos filmes nas suas salas, recorrendo à internet para tal. Existem grupos dedicados de partilhas de filmes, criados para que os principais centros de cinema na Rússia tenham um meio de aceder a filmes pirateados para projetar nos mesmos.

MAIS: Combate a pirataria é destaque em Webinar organizado pela MultiChoice

Isto aplica-se visto que uma grande parte dos filmes que estrearam recentemente nos cinemas ainda não se encontram disponíveis na Rússia, derivado das sanções aplicadas ao mesmo pelo governo dos EUA.

Apesar de existirem produções russas nos cinemas do pais, cerca de 70% dos conteúdos consumidos pelos utilizadores são de origem norte-americana. Como tal, as restrições aplicadas possuem certamente impacto para este mercado.

O recurso a pirataria para continuar a disponibilizar conteúdos nos cinemas russos pode ter vindo a ganhar força depois de também terem surgido recentemente informações que o governo russo estaria a planear facilitar a realização de pirataria local face às restrições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui