Consórcio tecnológico japonês M-TEchX pretende investir em Angola

0
795

O Grupo tecnológico japonês M-TEchX manifestou interesse investir em Angola no sector das Tecnologias de Informação e Comunicação, bem como também na Indústria, Agricultura e Construção.

Essa intenção foi manifestada no encontro que o chefe da missão diplomática nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo, teve com o presidente do Pride Group pertencente à família Al Maktoum (família real e governante do Emirado do Dubai), Sheikha Moaza Obaid Suhail Al Maktoum, nessa semana.

No encontro entre as duas entidades foi agendada a principal abordagem do fortalecimento empresarial entre empresas dos dois países, isto é, Angola e EAU, e onde os gestores da empresa M-TEchX informaram que estão nesse momento a expandir o negócio para o resto do mundo, sendo foco no mercado africano, propriamente no mercado angolano.

MAIS: Angola e International Finance Corporation analisam transformação digital no país

O embaixador Albino Malungo agradeceu a disponibilidade apresentada pelo Pride Group, em investir no nosso país, visto que o mesmo faz parte do portfólio de empreendimentos de Sheikha Moaza, sendo uma empresa multinacional com sede no Dubai, bem como da empresa japonesa M-TEchX.

Ainda na mesma reunião, o diplomata angolano assegurou dar o devido suporte necessário para que os empresários estrangeiros possam investir em Angola, tanto por parcerias, ou por via do investimento directo estrangeiro, reforçando as vantagens da nova Lei de Investimento Privado, aprovada pela Assembleia Nacional.

A M-TEchX é um grupo que fabrica e vende materiais nanofibras (fibras químicas) que são aplicáveis a produtos de vários sectores, bem como oferece suporte a manutenção de equipamentos de informação e comunicação, sistema, software e hardware e serviços de processamento de informações relacionados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here