Covid-19: França impõe teletrabalho de pelo menos três dias por semana

1746

O Governo francês anunciou ontem(27) novas medidas para conter a nova vaga da pandemia, incluindo obrigatoriedade do teletrabalho pelo menos três dias por semana e antecipação da toma da terceira dose da vacina, de cinco para três meses, informa o RFI.

Essas novas medidas foram anunciadas pelo primeiro-ministro francês, Jean Castex, após o Conselho de Ministros daquele país ter aprovado um projecto de lei que deve ser validado em Janeiro pela Assembleia Nacional.

De informar ainda que as novas as medidas aprovadas são mais pesadas para a sociedade civil francesa, apesar de que o país manter o regresso às aulas para 3 de Janeiro. Segundo ainda o Governo francês, o recolher obrigatório continua a não ser opção, embora que estejam previstas restrições para eventos públicos.

MAIS: Governo Angolano aposta nas telecomunicações para mitigar o efeito da Covid-19

Jean Castex, que anunciou as medidas ao lado do ministro da Saúde, Olivier Véran, acrescentou como objectivo o aumento da taxa de vacinação, actualmente nos 78% da população com pelo menos uma dose, incluindo crianças.

Por fim, o Governante francês revelou que o certificado sanitário vai passar a ser de vacinação e os não vacinados deixam de poder ter acesso a este através de um teste negativo.

Desse modo, a vacinação será necessária, a partir de 15 de Janeiro, para aceder a salas de cinema, teatro ou museus, utilizar transportes públicos ou frequentar cafés.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui