Criador do Telegram volta a atacar a Apple

1122

Pavel Durov, o criado do Telegram,  voltou a usar a sua app para revelar mais uma situação e apontar o dedo à Apple. Em causa está o tempo que as atualizações demoram a ser aprovadas, funcionando assim a favor da gigante de Cupertino e das suas propostas.

O Telegram é uma das apps de topo da App Store, no que toca a comunicação. Tem ganho uma visibilidade cada vez maior e é para muitos a escolha óbvia para enviar e receber mensagens, sendo também alargada às suas funcionalidades extra.

É precisamente um lote de novidades que parece estar no centro de uma nova questão entre Pavel Durov e a Apple. O início desta situação chegou com uma crítica pesada do criador do Telegram à forma como os processos de aprovação de novas atualizações são feitos.

Segundo o que Pavel Durov publicou no seu canal do Telegram, este serviço tem uma nova versão a aguardar a aprovação da Apple há 2 semanas. Esta deverá revolucionar a forma como os utilizadores se exprimem nas mensagens, mas está parada e não chega à App Store.

MAIS: Telegram Premium. Conheça as novidades da versão paga do aplicativo

Outra opinião forte que foi deixada aponta para algo mais geral. Pavel Durov questiona como devem estar a ser tratados os programadores que têm apps de maior impacto. Se o Telegram, uma das 10 apps mais relevantes da App Store está à espera este tempo todo, todas as menores devem ter um impacto financeiro grande resultado destas situações.

A somar a esta perda, o criador do Telegram recordou ainda que devem ser somadas as taxas que a Apple e a Google cobram. Curiosamente, e segundo o que a Apple informa, parte dos 30% que são pagos servem para garantir as equipas que avaliam as apps e as atualizações das mesmas.

Parece estar aberta mais uma guerra entre Pavel Durov e a Apple. Esta não é a primeira vez que o criador do Telegram ergue a sua voz para criticar a empresa e a App Store, em especial pelas suas práticas e situações que vai gerando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui