Dados de 500 milhões de usuários do LinkedIn vazam e são vendido num fórum de hackers

0
2704

O LinkedIn está a lidar com uma grande violação de dados. Os dados de cerca de 500 milhões de usuários foram roubados. Esses dados foram recentemente colocados à venda num fórum de hackers.

As principais redes sociais têm enfrentado dificuldades recentemente quando se trata de vazamentos de dados do usuário final que os hackers roubam através do scraping. Depois de relatamos extensivamente sobre o vazamento de mais de 500 milhões de dados de usuários mais antigos do Facebook e agora é a vez do LinkedIn.

De acordo com a Cybernews, foram obtidos recentemente os dados de perfil de cerca de 500 milhões de usuários do LinkedIn da plataforma. Esses dados agora estão disponíveis para venda em fóruns de hackers. Existe agora uma amostra de aproximadamente 2 milhões de dados de perfil em circulação.

Esse vazamento envolve informações de perfil do LinkedIn, como nomes completos, endereços de e-mail, números de telefone e muito mais. É impressionante que não apenas os dados tenham sido coletados da plataforma de rede social empresarial, mas também de outros lugares na internet.

Em resposta à violação de dados , o LinkedIn indica que se trata de informações de vários ambientes, e não apenas da plataforma. Além disso, não se refere aos dados que os usuários finais têm no seu ambiente privado dentro da plataforma. Isso significa que se trata apenas de informações que constam do perfil público dos usuários finais.

O LinkedIn enfatiza que os seus próprios sistemas não foram comprometidos e que os hackers não obtiveram nenhuma informação deles. Os hackers só obtinham as informações raspando os perfis da plataforma.

O gigante da mídia social corporativa, parte da Microsoft, não indica se irá alertar os usuários finais afetados. O Facebook, que foi anteriormente vitimado de forma semelhante, indicou que não tem a intenção de fazê-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here