Empresa perdeu 120 milhões porque o CEO morreu sem dar a password a ninguém

906

Uma empresa de câmbio de criptomoedas denominada QuadrigaCX (uma companhia de intercâmbio de divisas), perdeu 120 milhões de dólares porque o CEO Gerald Cotten morreu sem dar a palavra-passe para entrar no sistema.

O fundador e CEO, morreu em Dezembro do ano passado de forma inesperada. Em jogo estão 190 milhões de dólares canadianos distribuídos por várias moedas virtuais como a Bitcoin, Bitcoin Cash, Litecoin, Ethereum, entre outras. Segundo a nossa fonte, a empresa teria um sistema digital para armazenar as criptomoedas que não precisava de estar ligado à Internet para realizar transacções.

Esta é uma medida muito recorrente nas empresas do sector que permite que as informações dos clientes estejam seguras, especialmente contra ataques de hackers. O problema é que esse sistema está encriptado e protegido com uma palavra-passe que só Gerald Cotten sabia, revelou a mulher do CEO.

Sem esta senha será praticamente impossível recuperar o dinheiro. Dadas as dificuldades de acesso, a empresa decidiu encerrar as operações no dia 31 de Janeiro de 2019 por falta de liquidez e emitiu um comunicado no site a explicar que está a trabalhar para “localizar e assegurar” as reservas das criptomoedas que a empresa detinha.

A empresa informou ainda que recorreu ao Supremo Tribunal da Nova Escócia para que uma terceira entidade independente possa supervisionar os procedimentos e para que essa entidade possa aceder às reservas dos clientes. Segundo o mesmo jornal, o CEO, de 30 anos, sofria da doença de Crohn, uma doença crónica do trato gastro-intestinal e que afecta maioritariamente pessoas dos 16 aos 40 anos, e morreu na Índia.