Estudantes do Huambo capacitados sobre novas tecnologias

989

Mais de 60 estudantes do ensino médio e superior na província do Huambo iniciaram um ciclo formativo ligadas às novas tecnologias, formação enquadrada na 2ª fase do plano de formação para a juventude, que visa capacitar estudantes do ensino médio e superior com conteúdos práticos e teóricos sobre as novas tecnologias de informação e comunicação.

Organizado pela Rede de Mediatecas de Angola (REMA) e o Instituto de Telecomunicações (ITEL), a formação tem a duração de cinco dias e onde os formandos vão ser capacitados, gratuitamente, nos cursos técnico-profissionais de Design Gráfico, Reparação de Computadores e Vídeo Vigilância, com 20 estudantes cada.

A ideia da formação passa também pela fomentação do empreendedorismo juvenil, com foco na promoção do autoemprego.

As duas instituições procederam ainda o lançamento da abertura do concurso provincial de programação, com grupos de 16 inscritos, numa iniciativa voltada para a promoção da realização de atividades sobre as novas tecnologias de informação e comunicação entre os jovens.

MAIS: “REMA For Tics” junta jovens no combate à eliminação da violência

O concurso visa, ainda, reunir grupos de estudantes do ensino médio e superior ligados às ciências tecnológicas, para escolher o representante do Huambo no concurso nacional, a decorrer em 2023 na província de Luanda.

Segundo Juliana Luzolo Panzu, directorageral do REMA, disse que a formação é de elevada importância na vida profissional dos jovens, por representar a atualidade do país e do mundo, em geral. Referiu também que a formação visa proporcionar cursos técnicos gratuitos aos jovens angolanos, na perspetiva da criação do primeiro emprego.

Sobre o concurso, Juliana Luzolo Panzu disse ser uma ação que visa ensinar as técnicas essenciais de programação aos jovens estudantes, para a criação de um software capaz de ser utilizado numa determinada empresa nacional.

Por sua vez, o diretor-geral do ITEL, Cláudio Gonçalves, apelou à participação dos jovens ao programa de capacitação, tendo em conta o papel das tecnologias de informação e comunicação no crescimento e no desenvolvimento das sociedades.

Reafirmou a aposta da instituição na capacitação qualitativa da juventude, para a rápida inserção no mercado de trabalho.

Já o diretor da Educação na província do Huambo, Mário da Costa Rodrigues, destacou as vantagens das novas tecnologias na socialização e monitorização da informação para o desenvolvimento do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui