Europol detém mais de 150 suspeitos em comércio ilegal na internet

0
935

 

Uma operação contra o comércio ilegal na ‘dark web‘, levou à detenção de mais de 150 suspeitos, revelou hoje a polícia europeia (Europol), em comunicado.

Esta operação, conhecida como ‘Dark Hun TOR’, consistiu numa série de acções separadas, mas complementares na Austrália, Bulgária, França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos“, lê-se no anúncio oficial da Europol.

A referida operação apreendeu milhões de euros em dinheiro e ‘bitcoins’, bem como drogas e armas, e onde essa apreensão vem no seguimento do desmantelamento em Janeiro da DarkMarket – um dos principais mercados do mercado negro cibernético – sob a liderança da força policial alemã.

De referir que nos Estados Unidos, cerca de 65 pessoas foram detidas nesta mesma operação, que também resultou, ao redor do mundo, 47 detenções na Alemanha, 24 no Reino Unido, quatro na Itália e quatro nos Países Baixos. A maior parte dos detidos “eram alvos importantes” para a Europol.

MAIS: Relatório da Check Point Software destaca o impacto do cyber-crime ao redor do mundo

A polícia também apreendeu 26,7 milhões de euros em dinheiro e moedas electrónicas, bem como drogas, incluindo 25 mil comprimidos de ecstasy e 45 armas de fogo.

Em Itália, a polícia também encerrou os mercados ilegais chamados “DeepSea” e “Berlusconi”, que juntos apresentavam “mais de 100 mil anúncios de produtos ilegais”, segundo a Europol, cuja operação foi coordenada com a Eurojust, a agência de cooperação judiciária da União Europeia.

O objectivo de uma operação como esta é sinalizar aos criminosos que operam na ‘dark web’ que a comunidade encarregada da aplicação da lei tem os meios e as parcerias internacionais para os expor e responsabilizar pelas suas actividades ilegais, mesmo em áreas da ‘dark web’,” disse o vice-director de operações da Europol, Jean-Philippe Lecouffe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here