Founder Institute Luanda e INNASA incubadora assinam acordo para fortalecimento das startups da CPLP

620

O Founder Institute Luanda (FIL) e a INNASA RIO Incubadora assinaram um acordo de Cooperação Técnica e Educacional, de modo a oferecerem cursos de capacitação, aprimoramento técnico/metodológico e formação de mentoria de negócios, bem como fortalecer os ecossistemas de startups da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) em África. 

Segundo o que foi revelado, a parceria com a INNASA trará para Angola e os restantes países de Língua Portuguesa cursos de aprimoramento metodológico para a condução de sessões de mentoria e outros complementares para a capacitação dos mentores, professores, consultores, coachs etc. em temas como comunicação, comportamento, liderança, ferramentas de suporte para a mentoria, modelagem de negócios, validações, entre outros.

A parceria pretende aumentar a efetividade e as chances de sucesso das startups nos diversos programas de aceleração e incubação de empresas de Angola“, disse Eduardo Nogueira, CEO INNASA, citado no comunicado.

MAIS: Founder Institute Luanda abre as candidaturas para a 4ª edição do programa de aceleração de Startups

De informar que essa parceria vem em um processo de negociação entre as duas instituições, que nos dias 17 a 19 de janeiro de 2022, realizaram conjuntamente a 1ª Semana de Mentoria de Negócios em Angola, bem como o 1º “Workshop de Certificação INNMENTORING”, nos dias 25 e 26 de Março, com a o primeiro grupo de 9 Mentores certificados em INNMENTORING baseado na maiêutica e metodologia socrática.

Com esta parceria, o FILuanda promove a Mentoria de Negócios em Angola com base numa metodologia que nos permita assumir desafios de mentoria mais complexos, que guie a nossa estratégia para estimular o talento inovador dos empreendedores angolanos fazendo-os pensar, pesquisar e refletir na procura de conclusões“, frisou Haymée Pérez Cogle , Directora FI Luanda, também citada na nota.

De informar ainda que ainda está previsto no acordo a troca de experiências para a criação de entidades associativas similares à Associação Brasileira dos Mentores de Negócios – ABMEN nos países da CPLP, com o objetivo de desenvolver a cultura da Mentoria como atividade profissional reconhecida e valorizada na sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui