Governo implementa uma plataforma que interliga serviços de emergência

829

O Governo angolano vai implementar um sistema de comunicação que vai interligar todas as linhas de atendimento dos serviços de emergência, numa plataforma integrada de segurança pública.

Segundo o comandante adjunto do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, José Horácio da Silva, o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), vai servir ainda para responder, em tempo útil, às solicitações dos cidadãos. “Vai funcionar como um sistema de alta complexidade, composto por vários aplicativos e módulos categorizados em estruturas de inteligência.”

De acordo com o comandante que falava durante o primeiro seminário metodológico dos órgãos de Resgate e Salvamento, sob o lema “Resgate e Salvamento, Unificar para Melhor Servir”, o encontro destinou-se a estabelecer uma plataforma nacional de padronização dos conceitos e procedimentos administrativos e operacionais, no âmbito dos serviços de socorro a náufragos, atendimento pré-hospitalar, bem como de resgate e salvamento.

Com a implementação do SISP haverá maior coordenação informativa. “Os vários números de emergências que até agora existem vão diminuir, estando apenas um disponível para vários serviços”. Serão criados serviços de socorro a náufragos, atendimento pré-hospitalar e resgate e salvamento, em coordenação com os demais serviços executivos centrais da Polícia Nacional, Serviço de Investigação Criminal (SIC), Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA), Capitania dos Portos e outras instituições intervenientes nas acções de Segurança Pública.

 O SISP entra em funcionamento em Novembro com a entrada em funcionamento deste sistema deixam de existir os actuais 112, 113, 115 e 116.