[Jogos] Os jogos são um problema maior do que as armas.

0
1565

Pode parecer insólito mas é verdade, o senador republicano Lamar Alexander numa entrevista ao The Daily Rundown disse que os jogos são um problema maior que as armas porque “eles afectam as pessoas”, deixando a clara ideia que preferia apanhar um tiro a jogar, por exemplo Call of Dutty, pois o tiro de uma arma não o afectaria.

lamar-alexander_vert-ff4f9246c734833067331ece413c6e7cc9c246f2-s6-c10







Agora que já vos dei tempo para pararem de rir da piada que esse senador nos contou está na altura de a encaramos a serio. Apesar de estas palavras demonstram que qualquer um pode facto conseguir ser eleito senador nos Estados Unidos a verdade é que os ataques aos jogos têm sido a forma que muitas entidades nos Americanas têm usado para justificar os recentes tiroteios que têm existido ultimamente nas escolas desse pais. Ainda se percebe que a National Rifle Association (Associação Nacional de Espingardas) tenha dito que os jogos são parcialmente responsáveis pelos tiroteios, afinal de contas é uma associação de armas e de tudo tem que fazer para que as pessoas não se apercebam que sem armas não existem tiroteios. Mas ainda a semana passada o senador democrático Chris Murphy afirmou que estes tiroteios não teriam acontecido se os jogos não dessem ao atirador “uma falsa sensação de coragem”, esquecendo-se de relembrar que falsa coragem é algo que não existe, ou se tem ou não se tem. Anteriormente já o governador republicano Chris Christie disse que os jogos violentos deviam ser analisados depois dos tiroteios, embora múltiplos estudos já tenham sido feitos e todos tenham provado que os jogos não tornam as pessoas mais violentas, tendo alguns alias provado o contrario.

Infelizmente o que é claramente uma tentativa de tentar fugir a responsabilidade que lhes compete como membros do governo e uma piada para todo o ser humano que já tenha jogado algum jogo violento durante algumas horas, é algo levado a serio a pessoas sem qualquer tipo de cultura de vídeo jogos e ajuda a criar ainda mais preconceito contra os jogos no geral. Apesar de muitos americanos começarem a de facto desviar a sua atenção das verdadeiras causas dos tiroteios para a focarem nos jogos, dificilmente isso irá se traduzir em algum tipo de lei anti-video jogos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui