Kaspersky: apenas 37% dos pais se preocupam com os riscos que os filhos correm na Internet

319
Uma pesquisa da Kaspersky Lab revela que apenas 37% dos pais estão preocupados com o que seus filhos podem acessar na internet. Segundo a pesquisa, 21% dos pais acreditam que é melhor que crianças aprendam sozinhas a utilizar a internet de maneira segura.

O número de dispositivos conectados à Internet que são usados por crianças e adolescentes cresceu de maneira exponencial nos últimos anos, assim como o número de ameaças online. Apesar deste cenário, muitos pais não têm visibilidade dos perigos que seus filhos enfrentam actualmente.

Outros números comprovam que:

  • 38% dos pais conversam sobre os perigos da internet;
  • 27% verificam o histórico de navegação;
  • 21% estão conectados às redes sociais dos filhos.

Os pais precisam ter mais consciência dos perigos que seus filhos enfrentam online. Eles precisam ajudar seus filhos a conhecer melhor os computadores e implementar métodos de protecção para mantê-los a salvo na Internet, da mesma forma que fariam no mundo físico, aconselha Andrei Mochola, chefe de negócios ao consumidor da Kaspersky Lab.

“A pesquisa da Kaspersky foi além e investigou o número de vítimas de alguma ameaça digital. De acordo com o levantamento, 41% das crianças estiveram expostas a intimidações no período de um ano anterior ao estudo. As ameaças englobam conteúdo inadequado, bullying virtual, contato com pessoas perigosas, acesso a pornografia, entre outras”.