ONU investiga ataque de ransomware e furto de dados

O Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas está a investigar um ataque de ransomware onde terá sido furtado dados sensíveis

549

Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDP na sua sigla em inglês) anunciou esta semana que está a investigar um ciberataque que resultou no comprometimento de informação.

Em comunicado, a agência afirma que o ataque teve como alvo a infraestrutura de IT na Cidade ONU, um complexo baseado em Copenhaga, na Dinamarca, e que conta com uma dúzia de agências da ONU.

A UNDP tomou conhecimento de uma exfiltração de dados a 27 de março que terá incluído “informação de procurement e recursos humanos”.

A agência disse, também, que foram “tomadas ações para imediatamente identificar a potencial fonte e conter o servidor afetado, assim como determinar as especificidades dos dados expostos e quem foi afetado”.

O grupo responsável terá sido o 8base, que publicou no seu site a UNDP no dia 27 de março, publicando os ficheiros furtados cerca de uma semana depois. O grupo afirma que obteve acesso a faturas, documentos de contabilidade, certificados, acordos confidenciais, contratos e informação pessoal. Tendo em conta que a informação foi publicada, a UNDP não terá pago o resgate.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui