Malanje. Cidadãos pedem internet livre nos bairros periféricos da cidade

0
707

Os munícipes de Malanje pediram ao Governo Provincial a expansão do serviço de Internet de banda larga nos bairros periféricos da cidade, com o objectivo de descongestionar o único ponto público desse serviço localizado na mediateca provincial.

A falta de Internet livre nos bairros da cidade de Malanje, capital da Província de Malanje, tem criado um grande número de enchentes na Mediateca Provincial e consequentemente tornado lenta a velocidade do navegador, onde por causa disso os cidadãos pedem o alargamento da rede a outros locais do casco urbano e arredores.

Segundo um grande número de estudantes, entrevistados pela ANGOP, manifestaram o alargamento desse serviço, onde para o responsável de departamento das engenharias do Instituto Superior Dom Cardeal do Nascimento, Feliciano Mulança,  informou que a sua instituição está a formar jovens na área das tecnologias de informação, os quais podem ser aproveitados pelo governo para a concretização dessa situação.

Temos vontade de trabalhar e ajudar o governo na expansão da rede de banda larga, uma vez que os cidadãos precisam dos serviços de Internet para permitir pesquisas e estudos”, disse.

MAIS: Malanje. SME destaca avanços tecnológicos da ANGOP

Por outro lado, para o professor universitário e investigador do ramo das tecnologias, Milton Joveth, reiterou o mesmo modo de pensar e acrescentado ainda que a expansão da Internet não só diversifica as fontes de pesquisa, mas contribui também na melhoria da condição de vida dos cidadãos.

Ainda nessa senda,  Angélica Canje, directora da Mediateca Provincial, frisou que o Governo local vai continuar a trabalhar para a expansão do projecto Angola Online, com vista a satisfação do interesse dos cidadãos em ver a Internet livre em mais pontos da província, visando a massificação e inclusão digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui