Mário Oliveira “Angola precisa caminhar para independência tecnológica”

1523

Angola precisa caminhar para independência tecnológica onde se inclui o ciberespaço através da formação contínua dos quadros nacionais, defendeu o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira.

O dirigente que falava no I Fórum Expo sobre Cibersegurança, declarou ainda que “está provado que, regra geral, são as falhas humanas que permitem com que os hackers e outros malfeitores invadam as nossas redes e dela fazem situações que podem provocar perdas de milhões de dólares ano”.

Organizado pelo Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), o evento reuniu peritos, especialistas, representantes de empresas públicas e privadas, com vista a discutir as estratégias de segurança das redes e sistemas de informação, visando aumentar as garantias de uma utilização livre, segura e eficiente do ciberespaço.

MAIS: Governo vai apostar na cooperação internacional para monitorar questões de cibersegurança

Para o ministro Mário Oliveira, a existência de uma realidade de insegurança e CiberCrime, nos diversos sectores, levando a concluir uma alta exposição de informação, face à situação, onde se espera que o encontro ajude a congregar ideias para uma solução eficaz.

Por isso, o 1.º Fórum sobre Cibersegurança centrou-se numa mesa redonda com o tema: A visão das entidades públicas sobre o impacto dos ataques cibernéticos na sua atividade, onde serão ainda debatidas a importância da legislação angolana no combate ao CiberCrime, o impacto da prevenção do CiberCrime e o centro de operações de segurança ao serviço da CiberSegurança do governo, empresas pública e privadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui