Messenger gasta bateria de smartphones de forma propositada, revela ex-funcionário

1783

Quem usa as apps do Facebook, onde o Messenger está incluído, sabe que estas são um pesadelo no que toca ao consumo de bateria. Nunca foi claramente sustentada esta relação, mas a verdade é que estas trazem problemas nesta área.

A tentar provar este cenário há agora o depoimento de um ex-funcionário do Facebook, que vem apresentar um novo cenário. A Meta, com as suas várias apps, tem consumido bateria dos smartphones de forma anormalmente elevada, apenas para realizar testes, com todos os problemas associados.

Uma potencial confirmação veio agora de um ex-funcionário da Meta, George Hayward, que revelou este cenário ao The New York Post. Do que apresentou, esta é uma situação normal na empresa e resultam que é conhecido como “testes negativos”. Estes servem para avaliar outros recursos das apps, como a sua velocidade ou de como uma imagem pode ser carregada.

Contratado pela Meta em outubro de 2019, rapidamente chegou a este cenário, tendo rapidamente mostrado a sua posição contra estes testes. Tentou mostrar à sua chefia como estes testes poderiam ser negativos, ao privar os utilizadores da bateria, potencialmente em situações mais sensíveis.

MAIS: Encriptação no Facebook Messenger, com mais recursos do que o esperado

O curioso é que a Meta terá reagido de forma pouco amiga dos seus utilizadores e tentou forçar estes testes. Segundo a sua chefia, ao prejudicar deliberadamente alguns utilizadores, a empresa consegue ajudar grande maioria de quem usa as suas apps.

Não sabe ao certo quantas pessoas foram afetadas pelos testes negativos do Facebook, mas acredita-se que estes são padrões na empresa. Ao entrar na Meta, George Hayward recebeu um documento de treino interno intitulado “Como executar testes negativos ponderados”, que incluía exemplos destas experiências e como as realizar.

Este caso vem agora a lume depois deste ex-funcionário avança com um processo contra a criadora do Messenger. Acabou por ser demitido em novembro por se recusar para participar nos testes negativos. Assim, fica mais claro que as queixas de consumos de bateria tantas vezes reveladas podem ter um fundamento e são reais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui