Migração da Televisão Pública de Angola do sistema analógico para o digital já está em curso

0
932

Está nesse momento em curso o processo de migração da Televisão Pública de Angola (TPA) do antigo sistema analógico para o digital, no intuito de responder aos desafios da evolução tecnológica da TV, de acordo com palavras do Secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Caldas Albino.

O dirigente falava num encontro com os jornalistas da província de Benguela, na última terça-feira, onde disse que a migração do sinal de TV analógico, pelo qual ainda é transmitido o sinal da televisão pública em Angola, para o digital, através de um sistema denominado (TDT), Televisão Digital Terrestre, está a ser implementado com financiamento do Japão, tendo a experiência-piloto iniciado em Fevereiro de 2020, na capital do país.

Com essa migração, os telespectadores terão acesso a imagens com alta definição, som de melhor qualidade e aplicações interactivas que oferecem uma experiência mais rica para os usuários dos canais 1 e 2 da TPA.

MAIS: Angola perspectiva ter Televisão Digital Terrestre até 2023

Nuno Caldas Albino acrescentou também que o governo nacional assiste “com alguma preocupação” a emissão “até há pouco tempo” do sinal de televisão por via do sistema analógico.

Mas já estamos a trabalhar na migração para o sistema digital, para atender aos desafios actuais do novo paradigma e sobretudo das novas tecnologias”, garantiu, ressaltando entretanto ainda a necessidade de se atender e assegurar a modernização técnica e tecnológica dos órgãos de comunicação social.

Na mesma senda de conversa, o Secretário de Estado fez saber que o Governo pretende assegurar uma melhor acomodação para que os jornalistas e quadros da comunicação social possam desempenhar melhor as suas funções nos órgãos públicos.

Por fim, referiu também que já em fase de conclusão o programa de redimensionamento da comunicação institucional do Governo, acrescentando que nesta fase é imperioso assumir uma postura de maior proximidade e interacção e que as autoridades comuniquem mais e melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here