Ministro das Telecomunicações garante que o AngoSat-1 continua em órbita

8683

A questão do primeiro satélite angolano denominado AngoSat-1 tem gerado várias controvérsias, visto que nos últimos dias chegou-se conclusão de que o nosso satélite corre sérios riscos de se perder definitivamente.

Para não criar mais alarido sobre este assunto, José Carvalho da Rocha, Ministro Angolano das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, afirmou que o AngoSat-1 continua em trajectória e em fase de teste.

Segundo o ministro, a informação foi passada oficialmente pela Rússia, e ela garantiu que o satélite está em órbita, portanto, em Abril de 2018, em função do contrato, teremos de facto uma análise final do estado de saúde do satélite.

O mesmo salientou ainda que na altura do fim dos testes, em cumprimento de uma etapa do contrato é que Angola terá mais informações sobre o estado do satélite, para se avançar ou não para a assinatura da penúltima etapa do contrato. Caso tudo estiver dentro dos parâmetros para os quais foi desenhado, então a parte angolana assinará a penúltima etapa deste contrato.

É importante aqui frisar que, que Angola tem estado a gerir o Angosat-1 com a sua contra-parte russa, que tem como responsabilidades o lançamento, colocação em órbita, testes e entrega.

Vamos esperar por mais detalhes em Abril.