Mobile Money um amigo para Agricultura e população rural

0
1495
Este artigo foi enviado por Eric Martins. Quer partilhar conhecimento com os demais seguidores do MenosFios? Siga os passos.

O Mobile Money (dinheiro móvel ou chamado de pagamentos moveis) é uma tecnologia que permite ás pessoas receber, armazenar e gastar dinheiro usando um telefone celular. Apelidado em alguns fóruns como carteira móvel ou como nome de um serviço especifico como mPesa (já presente no Egipto, Ghana, Quénia, Moçambique, Tanzânia) EcoCash em alguns países é uma alternativa muito popular por ser fácil de usar, seguro e pode ser usado em qualquer lugar onde haja sinal de telemóvel. Só para termos uma ideia em 2018, 44% do PIB do Quénia foi processado por transações via Mobile Money.

Este serviço alem de ajudar na inclusão financeira (Outrossim inclusão Digital) é abrangente devido a disponibilidade quase universal dos telefones celulares na qual já permitiu que milhões aderissem os serviços. Em Angola não seria diferente, sabemos que existe uma percentagem mais acentuada de utilizadores de telefonia móvel (segundo INACOM aproximadamente 16 milhões) do que contas bancarias (segundo BNA apenas 30% da população angolana é incluída financeiramente).

MAIS: A Huawei, A Unitel, Mobile Money e inclusão financeira

Esta tecnologia possui vantagens de facilitação de transações bancarias por exemplo: Na comuna do Catofe, uma região do Cuanza Sul com bastante potencial agrícola, o agricultor que pretende realizar algum tipo de transação monetária no momento), seja para vender seu produto ou comprar terá de percorrer aproximadamente 30 km para chegar a região do Waku Kungo (onde se encontra maioria das instituições bancarias) e ainda corre o risco de poder ser roubado durante o caminho não obstante disto custo do combustível poderá ser levado em conta.

Segundo o Global Mobile Price o custo de dados moveis em Angola são de aproximadamente 5 USD por 1 GB, e precisamente o que esta tecnologia oferece é que não necessitamos ter um smartphone (ou seja, não iremos necessitar da rede de dados moveis) para usufruir basta termos um telefone (bombinha comumente chamado) com sinal de rede e assim podemos operar.

 Destacamos outras vantagens como:

  • Diminuição da corrupção pois esta tecnologia implicitamente diminui contacto face a face com as autoridades o que significa menos extorsão.
  • Caso ocorra alguma urgência, para regiões rurais onde o serviço de saúde é pago torna-se mais fácil proceder há um pagamento a horas impróprias.

Em angola este serviço já começa a dar os primeiros passos onde a Unitel e o projecto Kwenda encontram-se com uma estrutura e desempenho exponencial.

O Governo de Angola é peça fundamental na massificação do projeto onde a responsabilidade passa com a eletrificação das zonas tidas como potenciais agrícolas visto que caso não haja fontes de energia haverá um retroceder do mobile Money (por razoes obvias). O estado devera trabalhar perto destas comunas/municípios fazendo um aproximar com  a tecnologia passando confiabilidade as populações. Sendo uma tecnologia muito forte no ambiente rural o mobile Money devera constar em projetos de massificação da agricultura (PAC, PRODESI, etc.) com um teor de auxilio da massificação e otimização dos custos de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui