Moçambique. PMEs sem ainda avanço na transformação digital

0
406

Mais da metade das Pequenas e Médias Empresas (PME) de Moçambique ainda não iniciaram o processo de transformação digital, de acordo com um estudo feito pela PHC e a Intercampus.

Segundo o relatório, que teve como base de estudo PMEs localizadas nas principais capitais provinciais do país, nomedamente Maputo, Sofala e Nampula, mostrou que 58% dessas empresas estão fora do processo de transformação digital.

A pesquisa mostrou que a percepção do custo elevado da transformação está entre as maiores dificuldades das empresas moçambicanas para aderirem ao processo de digitalização das suas operações de trabalho e modelo de negócio.

De acordo com os 77% dos inquiridos, um entrave fluente é a falta de literacia e conhecimento da área onde estão inseridos, visto que boa parte das PMEs não têm recursos humanos capacitados para essa transformação.

Denominado “Digitalização da Gestão Empresarial em Moçambique”, a pesquisa frisou que à dimensão de empresas e a resistência mudança constituem também barreiras à aceleração do processo de transformação digital.

Apesar dos desafios apontados existe consciência dos benefícios que as ferramentas tecnológicas de egstão trazem as empresas“, mostra o estudo.

MAIS: Moçambique: Standard Bank promove iniciativas de apoio ao empreendedorismo femenino

A nota da pesquisa indica que as organizações em Moçambique reconhecem a intenção de invetsir em várias tecnologias nos próximos anos, principalmente para o E-commerce, bem como gestão de recursos humanos e soluções financeiras e de contabilidade, enfatizando os gestores a investir em tecnologias como o CRM (Gestor de Relacão com Clientes) e tesouraria.

Durante a pandemia da Covid-19 foram registadas algumas mudanças estruturais nos hábitos e modelos de trabalho, obrigando as empresas a crairem soluções para sobreviverem perante a adversidade“, frisa.

Em caso de estudo, sugere que o atraso no processo de digitalização é motivado pelas limitações económicas e financeiras, visto que os números mostram que 71,3% das empresas abrangidas pela pesquisa têm níveis de facturação anual situados entre 1.2 e 10 milhões de meticais.

Por isso, acrescenta a investigação que o facto de as empresas que investem na digitalização da gestão empresarial terem obtido melhores resultados, tanto no sector com oscliente, bem como no incremento do volume de negócios, onde 66,7% das empresas que efectuam vendas online tem um peso de até 25% da sua facturação.

De informar ainda que as PMEs são incentivadas a apostarem também nos softwares de gestão, vistoque tem sido um forte aliado das empresas no cumprimento dos deevres fiscais, ajudando-as a exercer boas prácticas e a satisfazer as exigências legais e tributárias, particularmente as impostas pelas máquinas fiscais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui