NASA e MIT apoiam combate à seca no sul de Angola com USD 550 mil

642

A Agência Espacial Norte-americana (NASA) e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) vão ajudar o Governo angolano no combate à seca no sul do país com 550 mil dólares, num período de três anos, revelou o Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN).

Segundo aquela instituição pública, essa doação veio através de um projecto parceiro entre o GGPEN e o MIT, e onde esse apoio financeiro resulta de uma solicitação feita pela directora do Space Enabled Research Group, MIT Media Lab, Danielle Wood.

MAIS: Em parceria com o MIT, GGPEN cria plataforma exploradora de dados de satélite para o monitoramento da seca no país

O Projecto, designado “Apoio a Gestão da Seca em Angola usando Modelagem Integrada do Meio Ambiente, Vulnerabilidade, Tomada de Decisão e Tecnologia (EVDT) ”, é uma parceria entre o MIT e o GGPEN, que tem como meta criar um Sistema de Apoio à Decisão de Secas para Angola.

Os últimos dados estatísticos do Programa Emergencial de Combate à Seca no Sul de Angola dão conta que 1,3 milhões de pessoas estão afectadas pelo fenómeno da seca nas províncias do Cunene, Namibe, Huíla e Cuando Cubango, e para contribuir na mitigação dos efeitos da seca e apoiar o Executivo na resolução deste problema, o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), através do GGPEN, tem em curso o Projecto de Catalogação e Quantificação dos efeitos da Seca no Sul de Angola, através da geração e utilização de dados de satélite, capaz de melhorar a gestão hídrica e o monitoramento da seca na região.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui