Navegador da Microsoft cresce na Internet e entre os usuários

1194

Mesmo sendo a proposta que acompanha agora o Windows, o Edge é ainda um browser que tem de percorrer um longo caminho até conseguir chegar perto do Edge. Com muitas funcionalidades similares, tem conseguido cativar muitos utilizadores.

Os mais recentes dados mostram que o Edge tem estando a crescer na Internet e a ganhar seguidores. Cresceu na utilização e está a tornar-se uma proposta que cada vez mais interessante, tendo agora ultrapassado a meta dos 11%.

Apesar de não ter sido bem recebida por muitos, a decisão da Microsoft de criar um novo browser parece estar a resultar. Tomou como base o Chromium e avançou com a sua proposta e com as suas funcionalidades, sempre olhando à integração com o Windows e ao que pode oferecer.

Os dados mais recentes da StatCounter revelam um crescimento interessante do Edge no mercado dos browsers. No final do mês de novembro ficou já nos 11,17%, um valor bem mais elevado que os 9,52% obtidos em novembro do ano passado.

A justificar o crescimento deverá estar uma aposta grande da Microsoft no seu browser. A par com os desenvolvimentos criados para o Windows 11, a gigante do software apostou também no Edge e criou várias novidades que estão já disponíveis para os utilizadores.

MAIS: Google Chrome é um dos navegadores mais vulneráveis de 2022

Com o salto, o Edge conseguiu destacar-se do seu concorrente mais direto. Falamos do Firefox, que tem agora 7,1% de participação no mercado. Na lista dos browsers, e entre os 2, segue-se Safari, com uma quota de 9,59% neste mercado.

Bem longe, e com um domínio total no que toca aos browsers na Internet, temos o Chrome. Esta proposta da Google tem já 66,13% de quota de mercado e não parece mostrar que vá perder espaço neste campo. Como curiosidade, e cada vez mais longe, temos o IE, que ainda conta com 0,3%.

Estas são boas notícias para a Microsoft e para o seu browser. O Edge ganha uma posição de destaque, escapando à concorrência direta e assumindo-se cada vez mais como uma proposta para os utilizadores, em especial para os que fazem do Windows o seu sistema de opção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui