É oficial: o formato “MP3” está morto. Empresas encerram licenciamento

2145

O Instituto Fraunhofer de Circuitos Integrados (Fraunhofer IIS) criador do MP3 parou de apostar no formato de áudio. Depois de mudar completamente a forma como partilhamos e ouvimos músicas, o Instituto anunciou que não irá mais renovar a licença de codificação do formato.

Foi durante o final dos anos 80 e início da década de 90 que o Fraunhofer IIS criou o MP3, o formato digital mais utilizado para comprimir, guardar e ouvir música. Ao fim de quase 30 anos, a empresa decidiu parar o licenciamento deste formato.

“A argumentação central do instituto é que o MP3 não é a melhor opção de áudio para 2017. Em comunicado, a organização afirma que outros formatos, como o “AAC”, são superiores em compressão, qualidade de som e são também mais versáteis. Os serviços de streaming, rádio e TV já utilizam outros formatos. O padrão para iPhone e iTunes, por exemplo, é o AAC”.

Apesar do licenciamento do MP3 estar a chegar ao fim, o uso cotidiano do formato não terá o mesmo fim, os arquivos com esse formato continuarão a ser reproduzidos como sempre, usando os aplicativos de reprodução.