PARATUS e META assinam acordo de fibra para cidades da Zâmbia

1828

A Paratus e a Meta anunciam um investimento para construir redes de fibra óptica metropolitana de acesso aberto de 900 km na Zâmbia para melhorar a conectividade de alta qualidade em comunidades carentes em dez cidades e vilas da Zâmbia.

A Paratus será proprietária, construir e operar a rede para fornecer serviços de atacado para operadoras de rede móvel e provedores de serviços de Internet. A construção vai criar cerca de 500 empregos para as comunidades locais, melhorar a infraestrutura da Paratus e os ajudar a fornecer serviços mais acessíveis e melhor cobertura. A rede também vai se conectar ao data center neutro da Paratus em Lusaka, onde a Paratus pode atender empresas locais diretamente com conectividade de alta qualidade.

Esta primeira fase levará fibra a seis cidades até janeiro de 2023. A segunda fase vai conectar quatro cidades antes do final de 2023.

Marius van Vuuren executivo da Paratus na Zâmbia diz que o trabalho já começou. “O nosso objetivo é completar os primeiros 280 km até novembro e activá-lo no início de janeiro.”

“Este é um relacionamento significativo para a Paratus não apenas por causa da sua importância para a economia da Zâmbia, mas também porque estaremos a ajudar a fornecer a milhões de pessoas e centenas de empresas a oportunidade de se conectar à internet por meio de uma conexão mais rápida. e rede de fibra mais segura,” Marius van Vuuren.

De acordo com o CEO do Grupo Paratus , Schalk Erasmus, “esta intervenção está muito alinhada com a estratégia da Paratus de transformar África através de infraestrutura digital excecional e atendimento ao cliente. Já fizemos investimentos significativos na nossa rede zambiana, como o nosso link de fibra de Lusaka a Chirundu e o nosso próprio Data Center de última geração em Lusaka para abrigar conteúdo localmente. E também estamos a trabalhar num projecto paralelo para ligar as redes metropolitanas de várias cidades da Zâmbia. Estamos muito orgulhosos de que a Meta tenha reconhecido esse compromisso e esteja a nos apoiar com esse investimento.”

Nomonde Gongxeka-Seopa, chefe de políticas públicas da  Meta para África Austral, avançou que, “essas redes metropolitanas são essenciais para construir comunidades digitais e ajudar as empresas a evoluir, principalmente em comunidades pouco conectadas. A Paratus já construiu fibra em muitas partes da Zâmbia e esse relacionamento ajudará a estender o seu bom trabalho. É uma boa notícia para a Zâmbia.”

A Paratus é uma das redes de qualidade de África. De olho no futuro, o investimento do grupo em infraestrutura ressalta o seu compromisso de longo prazo em transformar a África por meio de infraestrutura digital e atendimento ao cliente excecionais. A Paratus é gerida por uma equipa operacional e profissional em sete países africanos – Angola, Botsuana, RDC, Moçambique, Namíbia, África do Sul e Zâmbia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui