Por que motivo os preços dos smartphones subiram tanto?

517

Não é praticamente novidade para ninguém que, os preços dos smartphones estão mais caros do que nunca, dispositivos emblemáticos de marcas como a Apple, da Samsung, do Google e de outros fabricantes de ponta agora podem custar centenas de dólares para não falar do Kwanza que ficou “Burro” face a moeda estrangeira em Angola.

Agora, com a chegada dos telefones dobráveis, que serão comercializados em preços cotados no mínimo à 2.000 dólares americanos ou um valor superior, visto isso parece que o limite dos referidos preços dos smartphones continuará a crescer.

Mas porque motivo os preços dos smartphones dispararam tanto?

Existem algumas razões diferentes pelas quais os preços dos smartphones dispararam nos últimos anos. O primeiro é simples: é apenas “nome da marca”. Por exemplo, nos Estados Unidos, os telefones emblemáticos costumavam custar cerca de 200 USD como parte de um contrato com uma operadora de telefonia móvel, enquanto o custo real ficava oculto nas mensalidades que os usuários pagavam. Agora que esses contratos já não existem, os preços do referidos smartphones são todos declarados de imediato. Isso explica por que, há vários anos, o preço do iPhone subiu subitamente para os 649 USD.

Um dos outros motivos que pode ser aqui declarado, é que temos constatado smartphones com opções para telas maiores e mais armazenamento, isso em si eleva o preço dos telefones para o intervalo de 1.500. Mesmo o preço inicial dos smartphones padrões que o já começa nos valores aproximados 1.000 USD do que os 649 USD como alguns anos atrás.

Por outro lado, o custo para construir um smartphone está a aumentar: as partes de um iPhone 4 de 2010 somaram menos de 190 USD; As peças do iPhone XS Max do ano passado chegaram a 390 USD, de acordo com o IHS Markit. Algumas das marcações também são devidas à inflação. 

Em muitos casos, esses telefones extra-caros são essencialmente modelos alternativos e mais sofisticados. É menos que o iPhone que agora custa 999 USD. O mesmo vale para a Samsung: enquanto o Galaxy S10 começa num preço equivalente 900 USD, um modelo mais barato, o S10E, começa em torno de 750 USD.

A desvantagem dessa tendência é que, agora, as pessoas têm que gastar mais do que há alguns anos para ter o melhor smartphones do mercado. Mas a vantagem é que o telefone que você compra provavelmente será melhor, e é provável que o usuário dure com ele algum tempo.