Porque motivo a China considera ilegais as transações de criptomoedas?

0
1275

A segunda maior economia do Mundo continua a avançar com a sua repressão às criptomoedas . O Banco Popular da China afirma que as transações criptográficas são ilegais e pediu uma proibição formal. Citou preocupações sobre a segurança nacional e a proteção dos bens dos residentes.

O banco alega que as criptomoedas não são moeda fiduciária e não podem ser distribuídas. Todas as transações envolvendo criptografia são agora consideradas atividades financeiras criminosas. O banco disse às empresas financeiras e de internet que parassem de permitir transações de criptografia em suas plataformas. As bolsas estrangeiras também estão proibidas de fornecer serviços aos residentes chineses.

O aumento da criptografia invocou um aumento na “lavagem de dinheiro, arrecadação ilegal de fundos, fraude, esquemas de pirâmide e outras atividades ilegais e criminosas”, disse o banco. Aqueles que pareçam violar as regras serão “investigados por responsabilidade criminal”.

Várias agências no país estão a trabalhar em conjunto para impedir o uso de criptografia. A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma está tentando interromper a mineração de criptografia. O governo local de Sichuan proibiu a mineração de criptografia em Junho, levando algumas empresas e pessoas que trabalham no setor a deixar o país.

Porque motivo o Governo chinês deve estar a fazer isso?

Na minha opinião pesssoal, a repressão do governo chinês relativamente ás criptomoedas deve-se pelo facto da China estar a preparar a sua propria moeda digital, que pelas últimas noticias, já encontra-se em fase de testes pelo banco central do referido país. Portanto não faz sentido a China aceitar ou legalizar o uso e a mineração de criptomoedas no seu território, em uma fase que está a preparar o lançamento da sua própria moeda digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here