Portal do Investidor movimentou cerca de 4,6 mil milhões Kz em 2018

773

Actualmente o Ministério das Finanças conta com um Portal do Investidor, onde em 2018, cinco bancos concentraram 87% do volume de captações via portal. Regularização dos atrasados impulsionou liquidez dos agentes económicos.

Os Títulos do Tesouro negociados via Portal do Investidor (PINV) movimentaram cerca de 4,67 mil milhões Kz até Dezembro de 2018, segundo o Relatório de Acompanhamento do PINV disponível no site da Unidade de Gestão de Dívida Pública (UGD).

Desde a entrada em funcionamento do referido Portal, em Junho do ano passado, Dezembro foi o período em que se verificou o maior volume de captações, com um montante de 1,18 mil milhões Kz, o equivalente a 3,8 milhões USD. Neste período, as emissões registaram um aumento de 63% face ao mês anterior (Novembro).

De acordo com o documento, este aumento deveu-se, em grande medida, à subida dos níveis de liquidez dos agentes económicos, influenciada “primordialmente” pelos pagamentos adicionais referentes ao subsídio de Natal e a regularização de atrasados por parte do Estado.

Investimento por bancos

No capítulo dos investimentos dos Títulos do Tesouro por via do PINV, desde o seu lançamento, os cinco dos 14 bancos membros BODIVA que mais contribuíram para o volume de captações foram BAI, BFA, BIC, Banco Sol e o BMA com representações a rondarem os 30,5%, 22,7%, 17,1%, 9% e 7,7%, respectivamente.

Estas instituições tiveram, juntas, em 2018, uma quota de mercado de aproximadamente 87%. Do total investido até Dezembro, cerca de 53%, isto é, 2,4 mil milhões Kz tiveram como destino os bilhetes do Tesouro (BT). O restante diz respeito a títulos de longa duração.