Projecto Empathy promete conectar escolas a nível mundial

2022

Empathy

Projectos que envolvem a partilha de conhecimento são sempre bem vindos. Nos primeiros anos da internet, as universidades pensaram nisso, que tal criar uma rede para partilhar conteúdo, descobrir que trabalhos estão a ser feitos e assim avançar com as descobertas de um modo mais célere.

Os países desenvolvidos conseguiram isso. Têm instituições conectadas. Em África (e outras partes menos desenvolvidas do globo), ainda há instituições de ensino que não têm acesso à internet para poder obter as informações mais básicas.

Projecto Empathy tem como objectivo resolver essa questão, “obrigando” as escolas com acesso à Internet a participar na partilha de conhecimentos com escolas que não tenham essa chance.

As escolas dispostas a ajudar podem comprar um de seus kits, que são pequenos dispositivos equipados com um cartão micro SD de 64 GB e um Raspberry Pi com as drives USB e outros componentes. Em seguida as escolas podem carregar o kit com o conteúdo da web, como artigos da Wikipedia ou páginas de sites com conteúdo relevante.

O programa foi criado por uma startup chamada Outernet, que visa proporcionar aos países em desenvolvimento acesso gratuito, para páginas da web via satélites na órbita geoestacionária e baixa da Terra. É por isso que os seus kits também podem ser conectados a uma antena parabólica para receber continuamente novos conteúdos.

Projeto Empathy iniciou a sua fase-piloto no início de fevereiro em Chicago, mas os seus kits estão agora disponíveis para qualquer escola ou classe dispostos a arregaçar as mangas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui