Quénia com planos de desligar a Internet no dia das eleições

1219

Recentemente a RDC pediu as empresas de telecomunicações do seu país que bloqueassem as redes sociais durante alguns dias, isso para evitar o vazamento de informações ou imagens sobre sobre protestos contra os planos do actual presidente da RDC Joseph Kabila.

Agora parece que o Quénia quer trilhar pelo mesmo caminho, visto que o país poderá desligar a Internet no dia das próximas eleições gerais, que acontecerá no dia 8 de Agosto de 2017. O aviso veio da Autoridade para a Comunicação do Quénia (CA), o regulador nacional para o sector, que vê na medida uma forma de precaver um eventual cenário de violência. Essa medida consiste em tentar precaver situações do género que aconteceram no período de 2007 e 2008 tendo ocorrido uma violência pós-eleitoral na qual foram mortas 1500 pessoas e outras 600.000 ficaram feridas.

Vale ainda salientar que, a Autoridade para a Comunicação do Quénia investiu também  5,7 mil USD num sistema de monitorização de redes sociais e outros 3,6 mim USD num sistema idêntico para redes móveis.  Neste país, um bloqueio do acesso à Internet é visto como uma medida de último recurso para poder contornar qualquer situação que possa fugir do controle.

Parece que essa “moda” vai pegar em África…