Quénia vai lançar o seu primeiro satélite operacional para abril

1824

O Quénia lançará o seu primeiro satélite operacional nos Estados Unidos no próximo dia 10 de abril com a empresa americana SpaceX, anunciou o Ministério da Defesa e a agência espacial queniana.

O satélite irá “fornecer dados precisos e regulares” que serão úteis na “agricultura e segurança alimentar, gestão de recursos naturais e de catástrofes, e monitorização ambiental“, lê-se na declaração.

Potência económica da África Oriental, o Quénia está a atravessar uma seca histórica após várias épocas de chuvas fracas.

O satélite, Taifa-1 (“Nation-1” em suaíli), “foi concebido e desenvolvido por uma equipa de investigadores quenianos“, detalha a declaração.

MAIS: Facebook pode ser julgado no Quénia, decide tribunal

O lançamento será feito a partir da base aérea norte-americana de Vandenberg, na Califórnia, a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9, e, segundo o Ministério da Defesa e a agência espacial, constitui “um marco significativo para o programa espacial do Quénia e espera-se que contribua significativamente para impulsionar o crescimento do desenvolvimento de satélites, análise e processamento de dados e capacidades de desenvolvimento de aplicações da economia espacial nascente” do país.

Em 2018, o Quénia enviou o seu primeiro nano-satélite.

Em 2022, pelo menos 13 países africanos tinham construído 48 satélites, segundo a Space in Africa, uma empresa nigeriana que monitoriza os programas espaciais africanos.

O Egito foi o primeiro país do continente a enviar um satélite para o espaço, em 1998.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui