Rússia e EUA deixam de fora questões cibernéticas em negociações

0
1211

O EUA e a Rússia reuniram-se hoje(30/9) em um encontro de Diálogo de Estabilidade Estratégica, com uma agenda que incluiu o controlo de armas nucleares, mas deixou de fora as questões cibernéticas.

De acordo com as palavras de um alto funcionário do Departamento de Estado norte-americano, na agenda da reunião dos diplomatas dos dois países esteve o controlo de armas nucleares tradicionais, o uso do espaço como território militar e a inteligência artificial, bem como questões cibernéticas.

Contudo, aumenta a mesma fonte, a discussão cibernética – que tem servido de palco para fortes divergências entre Washington e Moscovo, nomeadamente com acusações de interferência russa em campanhas eleitorais nos EUA – limitou-se a matérias estratégicas, não tendo sido abordado o mais sensível tema da pirataria informática (‘hacking‘).

MAIS: Especialistas defendem que o risco de segurança cibernética está em níveis críticos

Com o outro de hoje, é a segunda ronda de negociações entre as delegações diplomáticas dos EUA e da Rússia, no âmbito do Diálogo de Estabilidade Estratégica, um programa que resultou de um compromisso assumido pelos presidentes russo, Vladimir Putin, e norte-americano, Joe Biden, após uma uma reunião em Junho último.

Levando em conta as notícias de vários jornais, o objectivo desse Diálogo de Estabilidade Estratégica é encontrar uma base de negociação bilateral que impeça uma corrida às armas e estabeleça medidas de controlo e de redução de riscos de segurança internacional.

A delegação norte-americana foi liderada pela vice-secretária de Estado, Wendy Sherman, que se fez acompanhar pela subsecretária de Estado para Controlo de Armas e Segurança Internacional, Bonnie Jenkins. Por outro lado, a delegação russa foi liderada pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Riabkov.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui