Rússia é um parceiro estratégico de Angola no espaço sideral

0
1031

Angola escolheu a Rússia como parceira no domínio da utilização do espaço sideral com a construção do satélite Angosat-2, por ser uma potência mundial neste sector e por que quem o controla tem vantagem na terra, afirmou Augusto da Silva Cunha em entrevista à agência noticiosa RIA Novosti, no inicio dessa semana.

Augusto da Silva Cunha , que é também embaixador de Angola na Federação Russa, acrescentou ainda que a Comissão Intergovernamental identificou esta área como uma das principais que precisam ser desenvolvidas, e que a implementação bem sucedida do projecto permitirá ao país avançar, rapidamente, no domínio das telecomunicações e ultrapassar as dificuldades existentes.

MAIS: Quanto tempo falta para o lançamento do AngoSat-2?

Quando perguntado sobre a previsão de outras iniciativas conjuntas no espaço entre Angola e Rússia, por aquela estação de noticias, o embaixador disse ter certeza que sim e exemplificou que, após cooperação no Angosat-1, um grupo de estudantes angolanos chegou à Rússia para estudar especialidades relacionadas com este projecto.

Isso continuará no futuro. Estamos a falar sobre o desenvolvimento de todo um ramo da ciência. Isso é muito importante para Angola. Os projectos de satélite com a Rússia devem continuar. Mas o mais importante agora é lançar o Angosat-2, pois em 2017 perdeu-se o contacto com o Angosat-1. Temos certeza de que tudo dará certo e o lançamento será um sucesso”, rebate o dirigente.

Por fim, o embaixador confirmou ainda o interesse de Angola em desenvolver a cooperação no domínio da energia nuclear com a Rússia, referindo que foram assinados acordos na vertente pacífica, e onde diz que “A Rússia é nosso parceiro estratégico nesta área”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here