Saiba como a crise financeira está a ajudar Desenvolvedores Angolanos

0
1140

software-development-banner

Actualmente já temos vários programadores Angolanos no mercado, uns com mais notoriedade que os outros. Uns a trabalharem por conta própria, e outros a trabalharem em empresas ou algo similar.

É bem verdade que a indústria angolana de software encara actualmente uma grande oportunidade de crescimento. Com a actual crise cambial e financeira torna-se demasiado caro contratar empresas de software estrangeiras, logo empresas locais acabam por ser a alternativa mais viável visto que existem algumas que oferecem qualidade e excelência nos seus serviços.

Neste âmbito, é o momento certo para que as empresas de criação de softwares Desktop, Mobile ou Web apostem no profissionalismo e qualidade, fazendo isso certamente sairão na frente. Por isso essa é uma boa fase para estas empresas Angolanas deste segmento.

Segundo Alexadre Juca, um desenvolvedor angolano, salienta que é pela oportunidade que por vezes nasce de maus acontecimentos e circunstâncias, devemos tirar o melhor dele. Portanto esse deve ser o momento das empresas e desenvolvedores Angolanos.

A preferência pelas empresas estrageiras do ramo de desenvolvimento de softwares mudou pelo faco de que agora é mais caro pagar os desenvolvedores de software de fora do país. O que significa que agora haverá um afluxo de aplicações móveis, websites e outros sistemas informáticos sendo produzido inteiramente por empresas angolanas locais.

Isso pode despertar o interesse nos empreendedores para o investimento no sector, criando assim mais empresas de desenvolvimento de software e trazendouma forte concorrência entre as empresas locais.

Portanto as empresas do ramo das TIC que demonstrarem melhor trabalho nesses aspectos, acredita-se que haverão mais projectos e propostas para as mesmos, e assim teremos um mercado mais fluente para os desenvolvedores de softwares.

Acha que esse é o momento para os desenvolvedores Angolanos?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here