SIC desmantela rede criminosa que criava perfis falsos de governantes no Facebook

0
998

O Serviço de Investigação Criminal, através das suas Direcções de Combate aos Crimes Informáticos e Central de Operações, deteve uma rede criminosa que criava perfis falsos de figuras ligadas ao Governo e empresários na rede social (Facebook), de acordo com o comunicado oficial, na qual a redacção do MenosFios teve acesso.

Segundo a nota do SIC, a rede criminosa era composta por 5 cidadãos nacionais, desempregados, com idades compreendidas entre os 20 aos 32 anos, dentre estes uma do sexo feminino de 20 anos, que se dedicava na criação de perfis falsos na rede social Facebook e Instagram, de pessoas singulares e colectivas, sobretudo de Governantes, Empresários, instituições públicas e privadas, bem como a criação de websites falsos da empresa Emis, com aplicativos falsos do Multicaixa Express, no qual realizavam diversas burlas.

Pelo que ainda é revelado, a primeira detenção ocorreu, no dia 29 de Janeiro, mediante um árduo trabalho de investigação criminal que permitiu inicialmente descobrir que a cidadã de 20, orientada pelos seus comparsas, falsificou o bilhete de identidade de uma outra cidadã, com o qual pretendiam ter acesso de forma fraudulenta a segunda via do número telefónico da referida cidadã, tendo sido imediatamente detida com a colaboração da operadora móvel UNITEL.

No seguimento dos factos, foram detidos, nesta segunda-feira, 31 de Janeiro, mais quatro elementos, numa residência, no Distrito Urbano da Samba, que funcionava como espécie de “quartel general” onde estes indivíduos, com vários telemóveis, cartões SIM, cartões multicaixa, bilhetes de identidade falsos e um dispositivo de clonagem de cartões, praticavam as suas acções fraudulentas, consubstanciada na gestão de duas páginas falsas do website da Emis, com aplicativo Multicaixa Express, a partir do qual enviavam para o Facebook um formulário falso( Pishing) para renovação do aplicativo Multicaixa Express, por via do qual acessavam várias contas bancárias e subtraíam fraudulentamente os respectivos valores. Igualmente geriam uma página falsa de um suposta empresa de venda de viaturas e mobiliário denominada “Target Comex Lda”.

MAIS:  Detido suspeito de burlar milhões de kwanzas com clonagem de cartões multicaixas

No mesmo sentido dois dos ora detidos, foram detectados como sendo gestores de três perfis falsos no Facebook, sendo dois em nome dos Ministros da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis e dos Transportes, Ricardo Viegas de Abreu, que por sinal tem uma queixa crime por existência de mais de 8 perfis falsos criados em seu nome, e um em nome do empresário António Sassova Laurindo, bem como uma outra conta da rede social Instagram em nome do Administrador não Executivo da Taag Rui Paulo Carreira. Com estas contas os indivíduos contactavam várias pessoas com o único objectivo de burlar.

Diante da relevância e gravidade dos factos foram apreendidos em posse destes, 4 telemóveis, 9 cartões Multicaixa de diversos bancos, 8 cartões SIM, bilhetes de identidade falsos e um dispositivo de clonagem de cartões, como matéria probatório do crime. Sendo que os ora detidos serão presentes ao Ministério Público para responsabilização criminal, enquanto decorrem diligências para determinar e deter outros envolvidos.

MAIS: Huíla: Burlas informáticas custaram mais 22 milhões de kwanzas a sociedade civil

Todavia o SIC alerta aos cidadãos de geral, sobretudo os utentes de aplicativos de pagamentos ou movimentos de contas bancárias a terem bastante cuidado e responsabilidade na sua utilização para não serem alvos de burlas, bem como apela à cultura da participação criminal de todos daqueles que tenham sido visados com a criação de falsos perfis nas redes sociais em seu nome.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui