TMCEL continua a ser um fardo para o Estado Moçambicano, revela estudo

1193

A Moçambique Telecom (Tmcel) continua a ser um fardo para o Governo Moçambicano, segundo a avaliação de Riscos Fiscais do Sector Empresarial do Estado (SEE) realizada pelo Centro de Integridade Pública (CIP), que analisou o exercício financeiro de 2021, mostrando que a empresa fechou o ano tecnicamente, falida, uma vez que representa um risco fiscal muito alto.

Com base na ferramenta Excel SOE Health Check Too (SOE HCT), por sinal a mesma desenvolvida pelo Fundo Monetário Internacional e pelo Banco Mundial para apoiar as economias a identificar e a monitorar as fragilidades das empresas do Estado, o Centro de Integridade Pública fez uma avaliação de risco fiscal das empresas do SEE.

MAIS: [Moçambique] Tmcel lança serviço de televisão baseado em IP

Olhando para o desempenho financeiro da Tmcel, o relatório observa que a empresa pública de telecomunicações têm probabilidade extremamente do CIP, a estrutura de custos operacionais da empresa supera a sua capacidade de geração de lucro bruto.

“O défice entre o lucro bruto e os custos operacionais para 2021 foi estimado em 424 milhões de MT. A Tmcel encontra-se numa situação alarmante, uma vez que não possui capacidade de financiamento das despesas normais de funcionamento, o que a coloca numa impossibilidade de honrar com a dívida”, detalha o estudo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui