Utilizadores continuam a ignorar alertas de conteúdos enganadores em redes sociais

1048

As principais redes sociais no mercado tendem a alertar quando existem conteúdos que podem ser considerados de desinformação ou enganadores. No entanto, apesar destes alertas, ainda existe um elevado número de pessoas que simplesmente ignoram os mesmos.

Estes alertas, por norma, surgem quando existem conteúdos que podem ser considerados enganadores ou terem informações potencialmente falsas, mas que não violem diretamente os termos das plataformas onde se encontram. Isto inclui notícias ou informações sobre determinados temas.

No entanto, apesar de as plataformas sociais implementarem estes alertas, um estudo recentemente realizado aponta que a maioria dos utilizadores opta por ignorar os mesmos.

Os utilizadores de plataformas como o TikTok, Facebook e Instagram, quando apresentados com um alerta sobre conteúdos potencialmente enganadores, tendem a ignorar os mesmos e a assistir ao conteúdo final de qualquer forma.

O estudo aponta ainda que, quem pretenda ver o conteúdo, também continua a partilhar o mesmo com terceiros apesar de todos os alertas. O estudo aponta que, tendo como exemplo o Facebook, apenas 25% dos utilizadores que verificam os alertas acabam por não aceder ao conteúdo.

Por outro lado, o Instagram afirma que o seu valor é ligeiramente superior, na casa dos 38%.

Isto também demonstra que ainda existe um grande trabalho a ser feito pelas plataformas sociais, não apenas em informar sobre os conteúdos, mas em fornecer informações que possam ajudar os utilizadores a encontrar informação que seja legitima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui