Vendas do iPhone abaixo do esperado no IIº Trimestre

940

A Apple superou as expectativas do mercado para o segundo trimestre encerrado em Junho. A empresa reportou um aumento de 1% na receita líquida, para 53,8 biliões de USD, sustentada pelas vendas crescentes de iPads, iMacs e outros produtos, mas as vendas dos iPhones caíram.

As vendas de iPhones representaram pouco menos de 26 biliões de USD de receita total no último trimestre. Com uma parcela das receitas de 48% foi a menor desde 2012 para o smartphone topo de gama da empresa. Mas os negócios de serviços da Apple cresceram quase 13%, para 11,5 biliões de USD, e os wearables cresceram 48%, para 5,5 biliões de USD. O facto de que menos da metade da receita agora vem do iPhone foi um sinal positivo de que a Apple está se tornar-se uma empresa mais ampla.

Sem contar com o iPhone, a empresa está a crescer a 17%”, garantiu Luca Maestri, responsável pelas finanças da Apple. “Quando você combina serviços e wearables – categorias que quase não existiam há alguns anos você combina essas duas empresas e elas já estão a aproximar-se do tamanho de uma empresa da Fortune 50, crescendo em fortes dois dígitos.”