O que aprendemos com a odisseia aos Congoleses?

2
1698

Resumo do especial "MenosFios no mercado dos Congoleses"

Desde já, agradecemos os comentários positivos sobre a nossa saga de artigos “Menos Fios no mercado dos Congoleses“, dá-nos motivação pra mostrar mais aspectos inusitados da nossa tecnologia.

Com 5 artigos lançados, cada um com um vídeo, não conseguimos descrever na totalidade tudo o que se passou no mercado dos Congoleses. Repetindo: passamos mais de 4 horas no mercado dos Congoleses, a colher informações, então nos sentimos na obrigação de partilhar com os nossos caros leitores.

Não acompanhou a saga? Não se preocupe, deixamos aqui os links para cada um dos artigos.

  1. Apresentação dos Mestres, questões sobre avarias mais frequentes, entre outros aspectos.
  2. Passo à passo para a troca do visor do iPhone 4S
  3. Guia para a troca do visor do Samsung Galaxy S3
  4. Reparação do iPad 2
  5. Reparação de consolas para jogos electrónicos

O que mais precisa saber, antes de se aventurar pelo Mercado dos Congoleses para reparar o seu dispositivo avariado?

1. O mercado está fechado às segundas feiras, para limpeza e manutenção. Orientação do governo provincial válida para todos mercados da cidade de Luanda.

2. Caso deseje reparar o seu dispositivo, vá sempre para dentro do mercado e procure uma loja fechada (nós aconselhamos a loja Nº 8 ou a Loja E, por termos testado os seus serviços, mas, decerto as outras também terão qualidade)

3. Não leve mais do que o essencial. Por motivos de segurança, vá acompanhado e leve apenas o essencial. Estamos a falar de um mercado!

Por que os usuários preferem o mercados dos Congoleses e não outras empresas “oficiais” para reparação dos seus dispositivos?

Falamos com alguns usuários que levaram os seus dispositivos para serem reparados e dois aspectos se evidenciam:

  • No mercado dos Congoleses os preços são competitivos, ou seja, a mão de obra não é tão cara assim.
  • Rapidez na execução do serviço. Encontrando os técnicos certos (veja o conteúdo mais acima), temos o nosso problema resolvido em questão de minutos.
  • Peças sobressalentes. Por ser um mercado e ter uma grande quantidade de técnicos, eles formam uma pequena rede de fornecimento de peças. Se o visor do seu smartphone estiver partido, mais rapidamente conseguirá encontrar um visor substituto nos Congoleses do que noutra loja do ramo.

Preços

Aqui está a parte importante. Os preços podem variar de técnico para técnico, mas tentamos obter uma tabela com os preços dos serviços mais requisitados por lá:

Troca de visor (mão de obra e o visor incluído)
  1. iPad 1,2,3: 15 mil AKZ
  2. iPhone 4 e 4S: 10mil AKZ
  3. iPad Mini: 20 Mil AKZ
  4. New iPad: não há acessórios no mercado
  5. Galaxy S3: 35 Mil Akz

E temos de fazer um comentário aqui relativamente  diferença de preços entre a troca de visor do iPhone 4S e Samsung Galaxy S3, aproximadamente 25 mil kwanzas de diferença, um aspecto que pesa na hora de escolher o smartphone. Segundo os técnicos, a vantagem do visor do Galaxy S3 está na da montagem, levando muito menos tempo que a montagem do visor do iPhone. Poderão confirmar isso nos vídeos ( Reparação do iPhone 4S e do Galaxy S3)

Quanto ao Software, os preços variam, dependendo da origem do smartphone (os mais comuns Brasil , EUA, Dubai, China). Por exemplo, para desbloqueio de banda base , os preços variam entre 25  e 30 mil AKZ.
_______________________________________________________________________
Obrigado para todos que acompanharam e partilharam esta saga, esperamos voltar em breve com outra saga.
Já agora, têm sugestões para este tipo de artigos especiais? Não se acanhem e podem enviar informações pelo formulário de contacto.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here