Em 2017, 75% dos acessos à internet em Angola serão por dispositivos móveis

3869

internet-em-angola

Em Angola e não só, vivemos em uma época onde os dispositivos móveis estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia. Segundo a previsão da Zenith, 75% das ligações à Internet em 2017 serão feitas através de um smartphone. Onde de certeza Angola não fica de trás pelo que temos constatado.

Em 2014, segundo os dados do censo aqui publicados,  tínhamos 38% da população já com acesso ao telemóvel enquanto apenas 10% tinham acesso ao computador. Com as melhorias e evolução constante do desempenho e funcionalidades dos smartphones, estes têm-se transformado no dispositivo de eleição de muitos Angolanos para os seus acessos à Internet. O uso destes dispositivos para navegar tem crescido consideravelmente, sendo esperado que a tendência se mantenha nos próximos anos ou possa aumentar ainda.

Se regressarmos para o ano de 2012, uma media de 40% dos acessos à Internet eram feitos através de dispositivos móveis. Passados 4 anos, este valor sofreu um crescimento considerável, sendo esperado que este ano o valor atinja os números maiores, com os próximos anos de 2017 e 2018 a serem esperadas taxas de 75% e 79%, respectivamente. Acredita-se que em Angola esses números tendem ainda aumentar com a situação actual, visto que temos serviços como Free Basics no nosso país, na qual disponibiliza a internet gratuitamente para algumas páginas.

Vale ainda salientar que o primeiro satélite Angolano (Angosat) será lançado em 2017, isso poderá impulsionar mais ainda o aumento de dispositivos móveis a terem acesso a Internet em Angola. De um modo, em que, quando isso acontecer, Angola poderá ter os serviços de telecomunicações melhoradas a nível nacional. Portanto, estes dados mostram-nos que os dispositivos móveis vieram para ficar, sendo já responsáveis por uma fatia grande da navegação online e das receitas de publicidade em Angola.

Acha que a navegação pelos smartphones vai mesmo liderar o mercado em Angola?