Agências de inteligência dos EUA pedem que cidadãos não comprem produtos Huawei

4669

As agências de inteligência e segurança do governo dos EUA- FBI, NSA, CIA e outros departamentos recomendaram que cidadãos e companhias do país não comprem produtos da Huawei.

De acordo com o responsável, estas empresas podem exercer pressão ou controlo sobre as infraestruturas da rede de telecomunicação do país. “Eles ganham a capacidade de fazer alterações prejudiciais ou de roubar informação, que podem levar também a espionagem”.

O director do FBI, Chris Wray, disse que “o governo estava profundamente preocupado com os riscos de permitir que qualquer empresa ou entidade que seja ligado a governos estrangeiros para ganhar posições de poder dentro das redes de telecomunicações”.

O Facto é que a Huawei nunca conseguiu ter sucesso no mercado americano devido às restrições políticas. A empresa esperava mudar isso com o seu último smartphone, o Mate 10 Pro. A empresa chinesa já tinha sido impedida de se candidatar a contratos públicos promovidos pelo governo dos EUA, em 2014, o que provocou sérios problemas à empresa ao nível das vendas naquele país.

A Huawei  em comunicado oficial, negou veemente as afirmações das autoridades e disse que nenhum de seus produtos representa risco de segurança para seus usuários. Além disso, a companhia afirmou ter clientes em mais de 170 países e ser considerada um nome de confiança em todos eles, taxou as declarações das agências de inteligência e segurança do governo dos EUA como uma tentativa directa de impedir a expansão de seus negócios naquele país.

FONTECNBC
COMPARTILHAR
Artigo anteriorGoogle anuncia recurso que actualiza os emails automaticamente
Próximo artigoAnalistas advertem a utilização da VPN do Facebook
Daniel Afonso Geto Estudante de Engenharia de redes e telecomunicações escreve sobre tecnologia precisamente por ser a sua área de formação, ser algo que ama fazer e para si é um previlegio fazer parte do maior site angolano de notícias ligadas à TIC.Partindo do princípio, parar é morrer, é também detentor das certificações: Administração de Redes, CCNA Routing, CCNA Switching e CCNA Security.