ANGEO-1 vai contribuir para o desenvolvimento das infraestruturas em Angola

1382

O Satélite de Observação da Terra angolano, designado ANGEO-1, vai contribuir para o desenvolvimento das infraestruturas, mapeamento de recursos naturais, vigilância marítima, incluindo pesca, agricultura, censo populacional, entre outras áreas.

A informação foi revelada pelo ministro angolano das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira, no ato oficial do Contrato para Conceção, Fabrico e Fornecimento do referido satélite, e a Adenda a este Contrato.

O ANGEO-1 será um satélite de altíssimo desempenho, que será construído pela Airbus Defence and Space, na República de França, e está nos mecanismos e ações de reforço da parceria e colaboração entre os dois Estados.

MAIS: Airbus Defence and Space vai formar especialistas angolanos para operar o ANGEO-1

As suas aplicações vão desde soluções para estimar a produtividade agrícola, monitoramento de desflorestação, monitorização de obras de construção e deteção de navios, incluindo derrames de petróleo.

A partir do ANGEO-1 será possível fazer mais de mil imagens de alta resolução por dia com extrema capacidade de aquisição para uma cobertura local, nacional e regional, sendo altamente eficiente para as principais aplicações angolanas.

Além desta, o ANGEO-1, possibilitará ainda que Angola continue a desenvolver ferramentas de apoio a tomada de decisão baseadas no espaço, aumentando assim a eficiência numa variedade de sectores, tanto nos domínios civil, público e de segurança. Isto inclui uma melhor compreensão das origens e impactos das mudanças climáticas na economia, por exemplo, monitoramento da seca, aumento do nível dos mares, recursos hídricos e redução da perda de ativos com ações mais eficazes de preparação para desastres e de resposta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui