Angola fará uma parceria com Google que vai melhorar acesso à internet no país

0
2202

tic_imagem

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de informação, José Carvalho da Rocha– disse hoje em Luanda que o acesso e a qualidade de internet no país vai a partir de 2018 registrar melhorias com assinatura de um acordo entre o governo angolano e a empresa norte-americana Google.

O ministro que falava durante uma palestra sobre “Os desafios do sector das tecnologias de informação e comunicação, oportunidades de serviços/ negócios para os estudantes”, que aconteceu essa terça-feira em Luanda, no  Instituto Superior de Ciências e Comunicação(ISUCIC).

De acordo com o ministro, os cabos de fibra óptica Angola/Brasil/EUA e Inglaterra/Angola, actualmente em instalação, tornarão o país num ponto de volume de tráfego de internet em África. Onde adiantou que, com estes cabos, mais o satélite Angosat1, que será lançado no próximo ano, Angola vai poder dar um grande passo ao nível tecnológico e dar maior velocidade aos serviços de telecomunicações.

Actualmente Angola tem 22 mil quilómetros de fibra óptica, 14 milhões e 36 mil utilizadores de telefonia móvel, 288 mil 407 de rede fixa, 4 milhões e 364 mil com acesso à internet. Com este desafio, os indicadores no país vão aumentar de forma significativa, aumentar a qualidade de vida para os cidadãos, prestar melhor serviços públicos e tornar os serviços públicos mais próximos dos cidadãos- explicou o ministro.

O ministro fez saber ainda que com a chegada destes dois cabos, Angola será o segundo em tecnologias na África Austral e vai tornar Angola num ponto fundamental no tráfego.

A empresa de telecomunicações, AngolaCables, tem efectuado um trabalho bastante importante para a interligação dos cabos de fibra óptica Angola/Brasil/EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here